A minha saga como colunista social - cap. 07

Social

Nem tudo na vida se resume ao GLAMOUR e ao sucesso. Principalmente se você não faz o estilo BAJULADOR. Apesar de não me preocupar com a opinião dos outros, busco sempre na minha consciência aprovação: se ela liberar, sigo em frente, dando tranquilidade às minhas convicções. Tenho orgulho de ser recordista em noite de autógrafos no lançamento de livros. Foi com o meu primeiro - NOS BASTIDORES DO SOCIETY. Até hoje, tenho um calo em um dedo por autografar quase 400 livros. E, sobre ele, tivemos depoimentos que trouxeram alegria:

“Há 20 anos, o colunista Jorginho Santos iniciava sua carreira no Jornal da Cidade, um jornal que marcou época no Estado por suas posições de vanguarda. Desde então, como todos os demais capixabas, acompanhamos o seu desempenho em O Diário, no Correio Popular e, finalmente, no seu próprio veículo, a Revista CLASS, um produto novo, de grande aceitação. Ao ensejo da comemoração dessas duas décadas de trabalho, divulgando fatos relevantes para a sociedade, congratulamo-nos com o colunista e toda a sua equipe atual, desejando que possam conquistar um nível sempre mais elevado de leitores, credibilidade e apoio público.” - VITOR BUAIZ - na época, governador do Estado do ES

"Jorginho Santos tem muitos motivos para se autodenominar JORGINHO GUERREIRO. Nos últimos 20 anos, ele tem relutado diante das inúmeras batalhas que a vida e profissão lhe apresentaram. Destemido, com entusiasmo mesmo, vem enfrentando dragões assustadores. Quando os dragões sossegam, o GUERREIRO fica inquieto, o que é explicado. É essa postura que faz dele um colunista peculiar, controvertido, combativo, que entrou para ficar.” - ANTÔNIO AUGUSTO ROSETTI - jornalista

"Jorginho Santos, mais conhecido como 'JORGE GUERREIRO', atingiu a expressiva marca dos 20 anos de colunismo social. Esse tempo já seria bastante para desnudar a personalidade de JORGINHO, pois quem já trabalhou em jornal sabe que para vencer nesta profissão é preciso muita persistência, coragem, bons conhecimentos de redação, penetração no mundo social, amizades, ser bem-informado, ter o respeito e a confiança dos leitores. Tudo isso, o JORGINHO SANTOS tem de sobra e essa é a receita simples do seu sucesso.” - desembargador JOSÉ EDUARDO G. RIBEIRO - na época, presidente do Tribunal de Justiça do ES.

Todos os depoimentos fazem parte das páginas do livro "NOS BASTIDORES DO SOCIETY".

COMPARTILHE:
Faça seu login e comente essa matéria