A fome assusta

Reflexão

Todo mundo vem percebendo que aumenta gradativamente o número de pessoas com placas nos sinais de trânsito da capital, onde a mensagem principal diz: “TÔ COM FOME. ME AJUDA!” E aí vem um dilema seríssimo para os que têm coração mole. Ajudar ou não? Sim, porque se estas pessoas virem facilidade na conquista de seus apelos, acabam ficando dependentes. São pessoas com aparência de saúde boa, novos, prontos para trabalhar. Por outro lado, trabalhar ONDE? E se negamos, chegamos em casa e temos o que queremos comer com fartura, vem a lembrança daquele rosto e uma ponta de arrependimento.
No mundo de hoje, existem quase 8 bilhões de pessoas e, segundo pesquisa, 1/3 da população mundial não consegue fazer nem duas refeições diárias. Neste ano de 2020, dizem que 132 milhões de pessoas passam fome no mundo e no Brasil são quase 5,5 milhões sobrevivendo na extrema pobreza. Há quem diga que em nosso país os POBRES morrem de FOME e os RICOS morrem de medo. É um problema que se agrava e muito difícil de ser solucionado.
Os empresários não aguentam pagar os encargos para oferecer empregos e, por sua vez, o governo se mantém irredutível e cobra impostos que enchem os cofres públicos e esvaziam a esperança de uma solução. E assim, a FOME vai dominando o mundo, aniquilando almas. E a sede do PODER continua CEGANDO os que poderiam pelo menos tentar resolver. Lamentável! Imagem de Khusen Rustamov por Pixabay 

COMPARTILHE:
Faça seu login e comente essa matéria