Aos mestres, com amor

Cultura

Acho que, neste país, os mestres NUNCA receberam o devido respeito e reconhecimento à altura de suas atividades. Estamos cansados de ouvir dizer isso, mas também somos testemunhas de que ninguém move uma palha para que MUDE essa situação. Sem eles, não haveria nenhuma outra profissão, e nem assim há qualquer movimento para que sejam mais valorizados.
Até mesmo nas campanhas eleitorais, eles não ganham o devido espaço quando concorrem. Tivemos, neste estado, o senador JOÃO CALMON, que dedicou toda a sua trajetória política em defesa dos professores, depois a querida MYRTHES BEVILACQUA, que também fez um belo papel na defesa da classe, e, hoje, temos o deputado estadual SERGIO MAJESKI. Todos dignos de honrarias, mas ainda um número pouco expressivo para alavancar um patamar de reconhecimento e gratidão, como deveria ser, com salários e homengens à altura de suas funções.
Hoje, a coluna faz a sua referência maior agradecendo a todos que já exerceram, e outros que ainda exercem, a profissão, dizendo o nosso tradicional: OBRIGADO! OBRIGADO! OBRIGADO!!! Imagem de Tumisu por Pixabay 

COMPARTILHE:
Faça seu login e comente essa matéria