Ame os velhos, um dia você será um deles

Reflexão

Desde que me entendo por gente, SEMPRE tive um carinho especial por idosos. Na minha época de adolescente, as pessoas pareciam velhas já aos 50 anos. Talvez, porque optavam por vestir roupas clássicas, cores neutras e nem sempre pintavam os cabelos. Hoje, vejo senhoras com 60, 70 anos impecáveis e com espírito mais jovem que muitas de 30 anos. Mas, também enxergo com TRISTEZA que não se cultiva mais, como antes, o RESPEITO pelos idosos. E nada é mais IRRITANTE que ver filhos e netos desprezando, ignorando, seus pais e avós.
A vida é um ciclo e deveria manter atitudes que pudessem espelhar a retribuição dos filhos de toda a atenção, tempo e carinho recebidos de seus pais em sua criação. É fundamental ter PACIÊNCIA. A velhice começa quando as lembranças são mais fortes que a ESPERANÇA. Quando rejeitados, mal-tratados, ignorados por suas famílias, os IDOSOS começam a se sentir INÚTÉIS. Se depender deles, então, há possibilidades de DEPRESSÃO.
Hoje, neste espaço que uso para conversar com você, meu caro leitor, venho pedir que faça a diferença. Coloque em sua rotina demonstrar AMOR por aqueles que ao longo da vida se dedicaram tanto para ver a sua alegria, o seu sorriso. Tenha atitudes de carinho, demonstre com um telefonema, levando um livro de autor que ele goste, o doce preferido, mesmo que tenha de dizer que ele só pode comer dois. Talvez leve num cabelereiro, mande ele cuidar dos cabelos dele (a) e passe numa sorveteria ou num café para sair da rotina. E não economize palavras, diga quantas vezes puder: “Mãe eu te amo!”, “Pai, você é tão importante para mim!” Isso não custa absolutamente NADA e com certeza trará ânimo para eles viverem.
O genial SCHOPENHAUER disse, do alto de sua sabedoria: “A tarde é a velhice do dia. Cada dia é uma pequena vida. E cada pôr do sol uma pequena morte.” Então, demonstre seu AMOR, plante os seus dias no futuro para que um dia, quando a VELHICE chegar, você tenha a colheita do que plantou. Imagem de Sabine van Erp por Pixabay 

COMPARTILHE:
Faça seu login e comente essa matéria