A música cura todos os males

Reflexão

Acredito que não exista ninguém que não goste de ouvir uma música. Ela é como as flores, companheira dos momentos de alegria e de tristeza na mesma intensidade. A música mais antiga achada pelos historiadores se divide entre dois fatos: uma com mais de 3.400 anos, de HURRIAN HYMM, e outra de 234 antes de Cristo, que foi composta com doze notas musicais por LIN_LEN, na China. Mas, a música em grande escala, na produção de CDS, é bem recente e só aconteceu mesmo em 1982.
Todos têm a sua canção predileta, aquela que, por alguma razão, nos traz lembranças de momentos maravilhosos. Aquela que parece tirar o nosso corpo para se entregar à alma. Ela nos leva exatamente, em poucos instantes, ao mesmo lugar onde fomos felizes. Ou tristes. Nestes dias de PANDEMIA, a música se tornou uma forte aliada para não permitir que a DEPRESSÃO se instale em nossas mentes.
Como iniciamos a semana, sugiro que busque naquela canção preferida motivos para prosseguir a luta, que não é fácil. Eu sempre começo o meu dia de trabalho com duas músicas que AMO. Uns dias com o TEMA DA VITÓRIA, aquela que tocava quando AYRTON SENNA dava a volta mostrando ao mundo a nossa bandeira e nos enchia de orgulho e emoção; ou, então, com a ORAÇÃO DE SÃO FRANCISCO, CANTADA por Fagner. Essa, MEXE FUNDO COM O MEU EMOCIONAL.
ESCOLHA A SUA E VAMOS QUE VAMOS, ACREDITANDO QUE O HOJE NOS PERMITIRÁ BONS RESULTADOS EM NOSSOS TRABALHOS. A MÚSICA CURA TODOS OS MALES. AMÉM!! Imagem de Gloria Williams por Pixabay 

COMPARTILHE:
Faça seu login e comente essa matéria