Bipolar, doença perigosa

Reflexão

Todo mundo conhece alguém que tem variações de comportamento. Um dia está efusivo, esbanjando alegria; no outro, aparece com ódio do mundo e exalando veneno. A convivência com pessoas assim, mesmo sabendo que pode ser uma doença conhecida como BIPOLAR, é sempre muito difícil. Se a vida, embora seja um presente de DEUS, também tem os dias em que a TRISTEZA nos escolhe, tornando-a por momentos difícil, a convivência com pessoas dotadas dessa doença é INSUPORTÁVEL. E por uma razão muito simples: você nunca sabe como ela aparecerá na sua frente, ou qual motivo a levou para, num piscar de olhos, se tornar agressiva, injusta, chata e complicada.
Tive pouca convivência com pessoas doentes assim, mas o suficiente para ver o quanto tirava os outros do seu direito de viver na tranquilidade. Aliás, há quem garanta que, em muitos casos, a BIPOLARIDADE é usada como disfarce para causar o mal aos outros. É possível! Mas, os especialistas aconselham os que conhecem e reconhecem em alguém a BIPOLARIDADE que tomem uma decisão de afastamento. Ou, então, saibam que terão assumido um problema que sempre volta de alguma maneira. E, pior ainda: você alimentará uma situação inconsciente.
Se a BIPOLARIDADE é uma doença, e PERIGOSA, requer tratamento, e se você não é profissional da área, nada poderá fazer. Então, faça por você mesmo, cuide da sua vida porque como já foi dito: “Não queira mudar o destino dos outros porque você acaba mudando o seu!” Imagem de Gerd Altmann por Pixabay 

COMPARTILHE:
Faça seu login e comente essa matéria