O drama inacreditável dos festeiros

Economia

Quem poderia imaginar, há três anos, que os trabalhadores no segmento de eventos um dia enfrentariam algo tão dramático e injusto como o que passam? Aqui, centenas, ou melhor dizendo, milhares de pessoas viviam com tranquilidade, ganhavam seu pão de cada dia com dignidade e prazer. Os “FESTEIROS”, como ficaram conhecidos, foram os últimos a enfrentar a crise que já havia tomado conta, de um modo geral, do mercado de trabalho.
Na última semana, uma turma de formandos em MEDICINA, que havia programado e pagava a sua festa de formatura, achou por bem cancelá-la porque a maioria já retornou às suas casas (os que estavam aqui para estudar); outros, estão espalhados pelo País fazendo RESIDÊNCIA, e também porque cansaram de esperar (mais de 1 ano). Decidiram então exigir do decorador e do cerimonial a devolução do dinheiro. Imagina que situação! Mais de quatro anos pagando festa para milhares de pessoas e tendo como atração a BANDA JOTA QUEST.
O valor do CERIMONIAL beira R$ 590 mil e eles sonhavam com a devolução, com juros e correção monetária. Só rindo! Mas, conseguiram na justiça a devolução do dinheiro, da mesma forma que pagaram, em prestações ao longo dos anos.
Mesmo assim, para os fornecedores, uma situação de grande preocupação, uma vez que não fazem nenhum evento. Pelo amor de DEUS, peço em nome dos “FESTEIROS”, que alguma autoridade tenha compaixão e tente ajudar de alguma forma. Quando se quer, sempre existe algo que possa ser feito. Para os que não deveriam, eles conseguem. Por que não neste caso gravíssimo? Imagem de Free-Photos por Pixabay 

COMPARTILHE:
Faça seu login e comente essa matéria