Histórias da high capixaba VII

Social

REGINA e ARNALDO PAGANI tinham acabado de comprar uma casa em Jacaraípe e resolveram receber alguns amigos, com quem ARNALDO mantinha negócios, para almoço. A casa, próxima à dos CERUTTI, foi devidamente arrumada. Na véspera, parte dos assados, leitões à pururuca, foram entregues no local. Alguma porta de acesso à cozinha foi esquecida aberta e o cheiro se espalhou.
Com o dia amanhecendo, IZABEL acorda o marido, Dr. GERALDO, um tanto quanto assustada com o latido de seus cães:
- GERALDO, GERALDO, estes cachorros estão muito estranhos, olha só o latido deles!
Auuuu....auuuuu...auuuuuuu...au...aaa... bem pausados e cansativos. Não demorou muito, chega REGINA PAGANI, com seu robe de chambre, aos gritos:
- IZABEL!!! IZABEL!!! ÔÔÔ...IZABEL!
- Chiiii... morreu alguém! - pensaram os CERUTTI.
Regina, nervosa, conta o que aconteceu: os cães da família não resistiram ao cheirinho dos leitões, invadiram a cozinha e estraçalharam todos os assados do almoço. E IZABEL disse:
- Ah, GERALDO, não te falei que eles latiam diferente! Estão empanturrados de tanto comer leitãozinho à pururuca.
- E agora, o que faço para receber os convidados? - disse REGINA, aflita.
IZABEL, rápida e prática, resolve:
- Encomendaremos logo num restaurante ou padaria.
E assim foi feito. Enquanto isso, os cães latiam dengosamente: "Aaaaaauu...ua...aaaauuu..."
Como diria o saudoso Sérgio Caseira: "Sacratíssimo coração de Jesus!" Quá... Quá... Quá...

COMPARTILHE:
Faça seu login e comente essa matéria