Quando chorar é inevitável

Reflexão

Houve uma época em que era PROIBIDO um homem chorar. A criação trazia isso como um dos mandamentos na formação masculina. Pois, na semana passada, em pleno janeiro de 2021, assisti casualmente uma cena, no centro da cidade, mais precisamente na Avenida Beira-Mar, onde um pai aos gritos dizia ao filho de uns 6 anos: “Cara, é você homem e não pode chorar! Está entendendo? Você é homem!!!"
Continuei o meu caminho e pensei: Meu Deus, quanta ignorância! As lágrimas contidas devem manter em nós alguma coisa muito ruim. Elas são a essência do nosso coração, ora exprimindo satisfação e emoção, e outras a dor e a decepção. Alguém já falou que as lágrimas dizem o que o coração muitas vezes não tem como expressar. Engolir o choro, como diziam antigamente, ou simplesmente através disso querer demonstrar FORÇA, é como aceitar gotas de veneno.
O choro limpa a mágoa e nos devolve, em parte, alguma coisa que nos foi tirada, causando ferida na alma e no coração. Chore sim! Quantas vezes sentir ser necessário. Não importa o motivo, nem o local. Ninguém demonstra fraqueza através do choro, exceto em mentes ignorantes, que são fidelizadas às brigas, aos gritos, às porradas, baixarias que, sem dúvida, mostram a real fragilidade do ser humano que se apoia na violência para vender a imagem da força.
Chore e aprenda com cada lágrima a ser melhor, a entender que, indiferente ao sexo, as dores, as decepções, as alegrias e tristezas são para todos. Não existe blindagem. Não há como ignorar. Chore quando for preciso e terá aprendido mais uma lição na vida. Imagem de StockSnap por Pixabay 

COMPARTILHE:




Faça seu login e comente essa matéria