Linhas Malditas

Social

- Há contradições na proibição de funcionamento das empresas. Basta olhar a construção civil, que em todos os prédios estão com seus trabalhadores em ritmo normal. Eu hein...

- O papel higiênico virou troféu em supermercados. Nas redes sociais, há vídeos de pessoas se atracando por um pacote. Calma, gente!

- Inacreditável mesmo é a irresponsabilidade de pessoas que nesta hora ainda têm CORAGEM espalhar notícias fakes sobre remédios e pessoas que estariam com o tal VÍRUS.

- A maior preocupação ainda gera em como as pessoas pagarão as suas contas. Alguns bancos oferecem empréstimos com 60 dias de carência, outros alegam juros mais baixos. Mas, quem pode prever alguma coisa?

- Para relaxar! Um dia qualquer, em 2025: “Mãe, você me deu esse nome porque nasci em meio à epidemia do CORONAVÍRUS"? Ela: "Não diga besteira, ALCOLGELSON"! Como diria o saudoso Sérgio Caseira: "Sacratíssimo coração de Jesus!!!"

- ANA PAULA CASTRO, a nossa estrela do designer, fechará temporariamente o seu ATELIER. E, diante disso, resolveu dar um desconto especial de 30% em todo o seu estoque em pronta entrega na loja.

- Um amigo me liga e diz: "Você é mesmo um grande INFLUENCER"! Quando perguntei por que estava falando isso, ele disse: “Hoje, os colunistas da Ilha entenderam a sua mensagem e deixaram de lado aquelas baboseiras!” Que bom!

- "Sonhar um sonho impossível, negar quando é fácil ceder, é minha lei, minha questão, ganhar este mundo, cravar este chão!”

- Quem conhece SONINHA SAADI BARROS sabe do que ela é capaz. Quando foi comprar máscaras e o vendedor quis R$ 50 por cada uma, ela não titubeou e agora passa o tempo fazendo máscaras para consumo próprio e do marido, Artur. Ainda não vi, mas posso imaginar. Quá... Quá... Quá... Essa Soninha!!!

- Hoje foi dia de pagar impostos. Não sei como as empresas reagiram. O mês de fevereiro, que venceu hoje, não foi liberado. Apenas março e abril passaram para ser diluídos com vencimentos em outubro, novembro e dezembro. A conferir, porque se as lojas estão fechadas, sem vendas, dificilmente terão o que pagar. Pelo menos é o raciocínio lógico.

COMPARTILHE:




Faça seu login e comente essa matéria