Luxo: Chanel e os sapatos bicolores

Moda

Se analisarmos bem, a mademoiselle COCO CHANEL está para a moda como LEONARD DA VINCI para a arte. A inquieta CHANEL, desde 1957, após criar o vestido preto atemporal ou o conhecido “PRETINHO BÁSICO”, que se perpetuou décadas, partiu para o terno tweed, a bolsa acolchoada. Mas, faltava alguma coisa que, segundo, ela preencheria uma mala para dar uma volta ao mundo.
Então, veio os sapatos bicolores. Em 1937, eles já estavam em seus pés, 20 anos antes do lançamento, mas ela queria detalhes que permitissem usá-los da manhã à noite, sempre com conforto e estabilidade. Assim, os criou com 5 cm de salto e alça elástica. Foi a Maison MASSARO, que existe em Paris desde 1894, que se encarregou de fazê-los e até hoje ainda trabalha neles. O sucesso foi imediato e as matérias de revistas e jornais chamavam de “O NOVO SAPATO DA CINDERELA”.

Quando KARL LAGERFELD assumiu a marca, em 1983, encomendou a MASSARO uma releitura, desta vez com o estilo bailarina, trazendo de volta como objeto de desejo. Como veem, a MADEMOISELLE CHANEL ainda permanecerá por muito tempo, não só na cabeça, mas também nos pés das elegantes mulheres em todo o mundo.

COMPARTILHE:




Faça seu login e comente essa matéria