Estranha pesquisa

Política

Hoje, às 7 da matina, um batalhão de entrevistadores, com crachás, invadiram todas as esquinas da Praia do Canto. Segundo eles, com a finalidade de saber em quem o cidadão votará e a quem ele tem a maior rejeição, com a razão disso. Fui abordado por quatro pessoas, num raio de menos de 1 Km, e a todos dizia: “Desculpa, não estou interessado.”
Até que o último, inconsolável, veio caminhando ao meu lado e disse: “Por favor senhor, preciso entender porque não consigo NINGUÉM neste bairro disposto a responder duas perguntas." Foi quando ele me fez as perguntas, mas acrescentou: “Depois, só preciso também do seu endereço e telefone.” Ora, quem hoje, em sã consciência, dará telefone para pessoas desconhecidas nas ruas? Não basta a perturbação das próprias empresas de telefonia e outros desocupados que passam o dia ligando para oferecer porcarias! Evidente que isso estava sendo feito para ampliar contatos para algum candidato REJEITADO. Eu hein... Imagem de OpenClipart-Vectors por Pixabay 

COMPARTILHE:




Faça seu login e comente essa matéria