Férias e constragimento

Turismo

Fazer viagem de férias nunca trouxe tantas preocupações. Principalmente, se for para sair do País, onde cada local tem as suas restrições e leis caso você tenha resultado POSITIVO para COVID-19 no retorno. Mesmo que você faça seguro, muitos episódios foram divulgados na edição de ontem do jornal O GLOBO quando turistas só lá descobrem que no caso de COVID-19 eles não têm cobertura. O que obriga a uma quarentena e despesas absurdas.
Num dos casos, exigiram que um casal ocupasse quartos separados porque ela deu NEGATIVO. Para não deixar o marido sozinho, tiveram um custo adicional de R$ 25 mil em suas férias nas Ilhas Maldivas. Amigos nossos tiveram aborrecimentos assim em Portugal, no ano passado, e contaram que viram pessoas nas ruas sem dinheiro até para comer.
A reportagem cita as seguradoras VITAL CARD e TRAVEL ACE como responsáveis por situações assim. Isso acontece porque nos contratos, que têm mais de 100 páginas, existem cláusulas que as isentam. Uma boa para evitar esses constrangimentos é exigir que na APÓLICE haja uma descrição de caso a caso para não ser vítima de “PEGADINHAS”.

COMPARTILHE:


Faça seu login e comente essa matéria