O medo imobiliza as pessoas

Reflexão

Por Jorginho Santos

Nestes meses de PANDEMIA, ficou bem claro que foi usada, desde o princípio, uma tática infalível contra as pessoas: injetar em suas mentes o MEDO. E até quem não se rende, acabou, de alguma maneira, um pouco acuado. Você deve conhecer aquela frase: “Quando alimentamos mais a CORAGEM que os nossos MEDOS...PASSAMOS A DERRUBAR MUROS E CONSTRUIR PONTES!” Exatamente assim.
Ontem, conversando com a brilhante XUXU NEFFA, falamos sobre isso. Somos da mesma opinião que só perde quem não enfrenta o problema. Pelo menos a experiência nos fortalece. Qualquer pessoa, por mais inteligente e sagaz que seja, se titubear em suas decisões, confere ao opositor, ou ao problema, que ele se agigante.
Perder faz parte de qualquer caso em que haja pessoas com o mesmo interesse. Evidente que o MEDO é algo que nos assusta e difícil de superar, mas não IMPOSSÍVEL. Muita gente o usa o para justificar a sua desistência. Isso é um pouco daquilo que conhecemos como COVARDIA. Eu não tenho MEDO de NADA, nem de ninguém. Para mim, usar seus postos como INTIMIDAÇÃO nunca funcionou. Sou daqueles que pode chegar em casa APANHADO, mas HUMILHADO nunca.
Aprendi muito cedo que o MEDO te imobiliza, te deixa frágil porque ele age em sua mente e impossibilita qualquer reação. Para não dizer que não tenho MEDO mesmo, preciso confessar que ainda tenho um: MORRER e deixar o meu exército. Não consegui ainda me preparar para isso. Quanto ao resto, sinceramente, estou blindado. Enfrentei tantas tempestades que hoje perdi o MEDO da chuva. Imagem de Free-Photos por Pixabay 

COMPARTILHE:


Faça seu login e comente essa matéria